Categorias
Blog

Inovação incremental: saiba o que é e as características deste modelo de inovação

A inovação incremental é um tema que apareceu no livro “Business Cycle”, do austríaco Joseph Schumpeter. Ele é um dos principais teóricos sobre inovação, e trouxe em sua obra os modelos inovadores.

Enquanto alguns promovem mudanças profundas no mercado e nos hábitos de consumo, outras são mais sutis e trazem somente melhorias que agregam valor. Estas são as incrementais.

Para entender como uma empresa pode adotar esse processo de pequenas melhorias que ocorrem continuamente, é preciso conhecer o conceito, as características e as vantagens.

banner-economia-exponencial

O que é inovação incremental?

A inovação incremental é um processo de realizar pequenas mudanças incrementais em produtos ou serviços a fim de aprimorá-los ou agregar mais valor. Seu objetivo é melhorar o produto existente, sem fazer mudanças radicais que poderiam potencialmente perturbar o modelo de negócios atual. 

Muitos executivos relacionam o que é uma inovação incremental com o conceito de Kaizen, a filosofia japonesa de melhoria contínua. 

De fato, são abordagens afins, pois a metodologia Kaizen prevê métodos de execução de estratégia de forma sistêmica para uma melhoria incremental do negócio.

Entendeu o conceito e qual o objetivo da inovação incremental? Vamos conhecer agora suas características.

Principais características da inovação incremental

Características da inovação incremental

Como visto, este tipo de inovação se concentra em fazer pequenas mudanças em um produto ou processo existente. A ideia central é melhorar o desempenho ou a eficiência de alguma maneira. 

E quais as características da inovação incremental? Veja a seguir! 

  • É um processo permanente e contínuo;
  • O custo e o risco desta inovação é relativamente baixo;  
  • O valor do negócio cresce de forma gradativa a cada melhoria; 
  • Ela impede que ocorra defasagem do produto frente ao mercado;
  • Por ser incremental, é uma inovação que protege o modelo de negócio atual;
  • Os responsáveis devem conhecer as necessidades e as demandas dos clientes;
  • Para que ela aconteça, é preciso ter amplo conhecimento e domínio sobre o negócio;
  • As entregas são gradativas, o que diminui a complexidade e aumenta a assertividade.

Considerando essas características, é possível perceber que muitas inovações deste tipo são feitas em resposta ao feedback do cliente ou às tendências do mercado. 

Por exemplo, uma companhia pode acrescentar uma nova característica a seu produto para torná-lo mais competitivo. 

Elas também podem ser usadas para melhorar os processos de fabricação ou cadeias de fornecimento. Por isso, em muitos casos, levam a melhorias significativas ao longo do tempo. 

E se elas forem combinadas? Podem resultar em mudanças radicais. Entenda a seguir a diferença entre inovação radical e inovação incremental.

Inovação incremental, radical e disruptiva: quais são as diferenças?

A diferença entre inovação radical, disruptiva e inovação incremental é bastante clara. 

Como visto, a inovação que se realiza a partir de pequenas melhorias está alinhada com o mercado. Seu foco é aumentar o ciclo de vida com esses incrementos nos produtos ou serviços. 

Por outro lado, a inovação radical envolve o desenvolvimento de produtos ou serviços completamente novos. Ela pode, inclusive, se tornar disruptiva, que é quando há ruptura dos paradigmas tradicionais do mercado específico, com a criação de um novo hábito de consumo. 

Embora as inovações radicais e disruptivas possam levar a recompensas significativas, elas também acarretam maiores riscos e demandam alto grau de investimento financeiro. 

Como tal, as companhias devem ponderar cuidadosamente os custos e benefícios antes de decidir se devem ou não prosseguir com esses tipos de inovação.

É importante dizer que inovações radicais e inovações incrementais devem ter espaço em uma mesma empresa para garantir sua longevidade no mercado. 

É a chamada Ambidestria Organizacional. O ponto central é saber se há possibilidade de realizar disrupções em determinado momento.

4 benefícios da inovação incremental

Benefícios da inovação incremental

As vantagens da inovação incremental para as organizações não se restringem à melhoria contínua de suas ofertas, o que as torna mais atraentes para os clientes. 

Este tipo de inovação também contribui para que as empresas se mantenham à frente da concorrência, algo essencial para o sucesso. Afinal, o aprimoramento constante permite uma resposta mais ágil às mudanças do mercado. 

Diferencial competitivo

Segundo relatório da KPMG de 2020, o investimento em melhorias contínuas de produtos e serviços do core business da empresa é a escolha de 48% das empresas ao redor do mundo. 

Essas melhorias fazem com que a empresa mantenha a relevância de suas ofertas e esteja sempre se adequando às exigências