Categorias
Blog

O que é robótica educacional e como ela é importante para o novo cenário?

Que tal se deitar em um leito para entrar numa cirurgia e deparar com seres humanos e máquinas com enormes braços e instrumentos cirúrgicos, câmeras e sensores, motores e atuadores, sistemas que recebem os braços de um médico que está do outro lado do planeta?

Pode parecer muito estranho à primeira vista, mas os primeiros passos para chegarmos até a robótica educacional foram dados a partir da ficção: a família Jetsons, criada na década de 1960, se baseia na vivência deles no século 21, ou seja, imagina o hoje.

A participação do que imaginas como robôs no cotidiano é algo que gera muitas dúvidas. Se os robôs já conseguem fazer isso, isso significa que nossos empregos estão ameaçados? Quais serão as profissionais que irão restar? Que futuro é esse?

Não há uma resposta óbvia a essa pergunta. As inúmeras soluções criadas pelas pessoas para resolver problemas complexos geram um sem-número de novos problemas, possibilitando a geração de outros e melhores empregos.

O caminho é muito longo, mas hoje estamos mais perto de robôs que procuram aprender conosco. E existe um intenso potencial nos próximos anos em praticamente todas as áreas do conhecimento.

Mas para entender como a robótica educacional funciona e, mais do que isso, como tudo isso pode ser positivo para as empresas e quem trabalha nelas, convidamos você a continuar lendo!

banner-executive-program

O que é robótica educacional?

Robótica educacional é um campo de estudo que visa aplicar robótica para promover o  ensino e aprendizado, fornecendo uma plataforma interativa tanto para crianças e jovens como também para adultos.

A robótica educacional foca na pesquisa e construção de máquinas para aquisição de conhecimento.

Estudantes, muitas vezes, são convidados a trabalhar em parceria para desenvolver robôs interativos, que servem de ferramentas de ensino. Estes robôs podem atuar de forma independente ou controlados.

No entanto, quando pensamos em um nível superior, adultos também estudam robótica. Nesse caso, elas costumam ser aplicadas a contextos empresariais, como robótica industrial.

Aqui, robôs são projetados — a partir do estudo e conhecimento — para executar tarefas e processos que melhoram a produtividade da empresa.

A tecnologia na aprendizagem

Entre os mais diversos usos da tecnologia está o contexto educacional. É por meio dela que desenvolvemos robôs que simulam o ambiente em que se aprende.

Mas há um aspecto fundamental que a torna ainda mais presente: a digitalização. Esse processo alcança todos os setores, modificando a forma como vivemos, como nos relacionamos e, claro, como aprendemos.

Como consequência, a digitalização reflete nas novas gerações que não só são responsáveis pelo futuro como também acabam precisando de novas dinâmicas diferenciadas para construir conhecimentos na era digital.

Esse é o caminho que instituições educacionais com mindset de crescimento tem seguido. Ao abandonar as metodologias tradicionais, o ensino passa a englobar tecnologias como computadores, smartphones e, principalmente, robôs.

Essas são as novas ferramentas para aprendizagem e é isso que faz com que a tecnologia seja tão fundamental dentro desse processo, tornando-se parte do dia a dia dos estudantes.

Embora não possam educar sozinhas, essas tecnologias contribuem fortemente para a aprendizagem ativa e na capacitação dos estudantes.

Como funciona a robótica educacional?

Como a robótica educacional funciona?

Podemos ver a robótica educacional como uma plataforma de aprendizagem interativa, que encoraja o diálogo e a resolução de problemas. 

Os robôs educacionais são compostos por uma combinação de peças robóticas como atuadores, sensores e um microcontrolador. É através destes componentes que os robôs se tornam máquinas programáveis que podem ser usadas para fins educacionais.

Um aspecto chave nessa robótica é estimular a criatividade através de tentativas e erros. Isso permite aos alunos adquirirem conhecimentos através de experiências com novas tecnologias e ferramentas.

Além disso, os estudantes são encorajados a interagir com o ambiente em que se encontram usando ciência, matemática, codificação, e outras disciplinas.

Na escola ou nos centros educacionais, os robôs educacionais são usados como auxiliares de ensino para diferentes tópicos científicos. Tudo isso faz com que os estudantes consigam desenvolver processos mentais capazes de resolver problemas distintos.

Considerando o mercado de trabalho, esta é uma oportunidade de ganhar qualificações profissionais e garantir mais oportunidades de emprego.

Ou seja, atua indiretamente na formação de melhores líderes, gestores e colaboradores desde cedo ou, então, quando esses se dedicam a esse tipo de estudo posteriormente.

Quais são os objetivos da robótica educacional?

O grande objetivo da robótica educacional é desenvolver o raciocínio e a lógica por meio da construção de robôs. Isso é feito através da aplicação da tecnologia em instituições ou centros educacionais.

Este tipo de sistema educativo também incentiva os alunos a aprender e explorar diferentes áreas, inclusive, gerando interdisciplinaridade entre elas, como ciências e matemática.

É um método de ensino, baseado na tecnologia que encoraja a exploração e experimentação para que o aluno se torne mais auto-suficiente na resolução de problemas.

Com a robótica educacional, os estudantes podem desenvolver competências cognitivas enquanto aprendem mais sobre a tecnologia e as suas aplicações.

Além disso, eles podem desenvolver uma melhor compreensão do seu ambiente natural fazendo experiências com robôs em diferentes contextos.

Importância da robótica educacional

Importância da robótica educacional

A título de curiosidade, estamos falando de um mercado global que foi avaliado em US$928,2 milhões em 2021. Ele deve se expandir a uma taxa composta de crescimento anual (CAGR) de 23,4%, entre 2022 e 2030, segundo estudo do Grand View Research.

Esse crescimento pode ser atribuído à crescente adoção de robôs educacionais, pois