Categorias
Blog

Como a tecnologia do proptech pode transformar o mercado imobiliário?

O uso da tecnologia nas mais diversas áreas tem transformado negócios que muitas pessoas não imaginavam. E se isso é o futuro do trabalho, é natural que vá se tornando mais frequente.

Desde os bancos até o setor imobiliário, muitas mudanças têm acontecido. Mas falando em relação ao último, um bom exemplo disso é o proptech.

O grande objetivo dela é somar e, naturalmente, melhorar esse mercado. E como leva o termo “tech” no nome, é por meio da tecnologia que isso acontece.

Mas afinal, o que isso interfere no mundo dos negócios imobiliários e por que bons líderes devem acompanhar isso? Vamos explicar nesse artigo.

Ao longo do texto iremos abordar o que é proptech, qual é sua importância e, ainda, abordar os desafios dessa inovação. Boa leitura!

O que é proptech?

Proptech, que também pode levar o nome de tecnologia de propriedade, é uma inovação que usa a tecnologia para otimizar e facilitar os processos do mercado imobiliário.

São soluções tecnológicas voltadas para esse setor, seja para a aquisição, venda ou administração de propriedades. Por isso, pode envolver desde softwares até tijolos que funcionam como baterias para painéis solares.

Tudo isso com base em um cenário digital e padrões de consumo em constante mudança. 

A ideia é que, com isso, seja possível ter maior agilidade nos processos de aquisição e venda de um bem.

Vale ressaltar aqui que, além de significar o próprio conceito, esse termo também pode se configurar como a empresa que foca nesse serviço.

Para que serve proptech?

Para que serve proptech

O grande propósito da tecnologia de propriedade é facilitar o trabalho das imobiliárias, corretores e compradores. Ou seja, ela não vai dispensar o trabalho humano, mas torná-lo mais simples.

Por meio disso, essa solução serve para trazer mais autonomia ao corretor, ao mesmo tempo que oferece independência para as imobiliárias.

Mas vamos trazer isso para o mundo real. Imagine que se esteja vendendo um imóvel e seja preciso fazer uma reforma na casa.

Com a tecnologia de prosperidade dá para fazer isso de forma mais ágil e precisa, com projetos em 3D para visualizar o antes e o depois, por exemplo.

Mais um dos exemplos de proptech é dentro da locação de imóveis. Especialmente em grandes cidades, esse processo pode ser bastante burocrático e exigir muita papelada.

Através dela, é possível fazer o gerenciamento desses contratos de forma online, além de reduzir o tempo que levava para realizar todos os processos.

Assim, a compra, o financiamento, a gestão — entre muitos outros — de imóveis passam a ser mais descomplicados com essa tecnologia.

Considerando esse contexto, o grande uso dessa tecnologia também está relacionado à compreensão de criar melhores experiências ao consumidor é fundamental no setor imobiliário.

Quais as diferenças entre proptech, construtech e real estate tech?

As características do proptech

Se você ouviu falar de exemplos de proptech, pode já ter ouvido falar também de construtech e real estate tech. Mas é importante destacar que eles não são exatamente a mesma coisa. Por isso, vamos mostrar o que os diferenciam a seguir.

Proptech

Como já falamos o que é proptech, vamos trazer de forma resumida seu conceito. Ela é uma tecnologia voltada para o mercado imobiliário e as suas soluções visam facilitar o trabalho de corretores, imobiliárias e compradores.

Construtech

Já a construtech é uma tecnologia voltada para a parte da construção, envolvendo tanto dentro como fora do canteiro de obras.

Sua função é facilitar os processos de criação dos imóveis, proporcionando menos desperdícios e mais agilidade nesse processo.

Real estate tech

Também conhecido como RET, o real estate tech é uma tecnologia voltada para a área de imóveis prontos. 

Esse conceito, na verdade, é uma parte da tecnologia de propriedade. A diferença é que se trata apenas de opções já construídas, como falamos.

Dessa forma, sua atuação pode ser no mercado de aluguel e também na compra e venda. Com isso, elas podem ou não desenvolver uma extensa base de dados do mercado imobiliário.

Quais são as vantagens dessa solução?

Vantagens do proptech

Mas afinal, qual é a importância do proptech? Quais são os benefícios de apostar nessa tecnologia dentro do mercado imobiliário?

As principais vantagens dessa tecnologia de propriedade é que ela melhora a rotina dos profissionais, aumenta as oportunidades de negócio e, ainda, otimiza a experiência do cliente.

Apesar de já ter falado um pouco sobre isso, aqui vamos aprofundar mais sobre os ganhos dela. Veja a seguir!

Melhoram a rotina dos profissionais

A importância do proptech se dá, em primeiro lugar, porque ela facilita a rotina dos profissionais imobiliários.

Como vimos, essa tecnologia proporciona mais agilidade nos processos de vendas e compras, além de facilitar a gestão dos contratos de locações.

Não é à toa que, segundo o Distrito Proptech Report Brasil 2020, mais de 45% dessas empresas conseguem resolver problemas internos do setor (B2B).

Dessa forma, é possível economizar tempo e ter mais autonomia para trabalhar com o que realmente importa: o cliente.

Outro ponto importante é que, ao automatizar diversos processos, essas soluções permitem que os profissionais se dediquem mais às atividades estratégicas. Assim, deixam as tarefas operacionais para a tecnologia.

Aumenta as oportunidades de negócio

O uso dessa solução também está ligado à criação de oportunidades de negócio para o mercado como um todo.

Isso acontece porque ela proporciona a digitalização de alguns processos e também reduz custos, o que aumenta o interesse dos clientes e estimula o fechamento de contratos.

Além disso, aqueles que apostam nessa tecnologia conseguem se diferenciar dos concorrentes e ter mais vantagens no mercado.

Afinal, oferecendo serviços de compra, venda e gestão descomplicada de imóveis, isso naturalmente vai mostrar mais eficiência em relação às outras empresas do mercado imobiliário que não englobam a inovação.

Logo, isso tem um impacto importante quando o objetivo é aumentar as chances de vendas.

Otimizam a experiência do cliente

Em último lugar, a importância do proptech também reside em melhorar a experiência do cliente. Como vimos, ela tem como objetivo facilitar o trabalho de quem compra imóveis.

Dessa forma, é natural que ela também contribua para um momento de compra positivo.

Afinal, as tecnologias de propriedade proporcionam acesso a uma série de informações relevantes para o cliente, que podem influenciar na tomada de decisão.

Além disso, elas permitem que ele tenha mais autonomia na hora de escolher o imóvel, já que existe uma variedade de opções que podem ser facilmente comparadas.

E isso sem contar que elas trazem mais agilidade e praticidade a todo o processo burocrático, que costuma ser um grande estresse para os compradores.

Quais são os desafios do proptech atualmente?

Desafios do proptech

É preciso também considerar um aspecto importante: essa solução ainda enfrenta alguns entraves, sobretudo porque é algo novo e pouco conhecido.

Um dos principais desafios do proptech é a confiança. Quando se pensa em uma imobiliária online, por exemplo, é preciso garantir às pessoas que tentam vender ou comprar um importante patrimônio toda a segurança possível.

Por isso, é importante que se invista em estratégias para aumentar a confiança dos usuários.

Uma forma de fazer isso é mostrar transparência nos processos, além de proporcionar uma boa experiência ao usuário, com serviços de qualidade.

Outro desafio que essa inovação também enfrenta é a questão do retorno sobre o investimento (ROI, na sigla em inglês) para as empresas.

Afinal, como proporciona maior eficiência nos processos, ela costuma ser mais cara do que as soluções tradicionais. Por isso, a aposta precisa valer a pena.

E, para isso, desenvolver soluções mais acessíveis também é um desafio que precisa ser ultrapassado se o foco é aumentar a adesão de clientes, por exemplo.

Apesar dos desafios do proptech, vale lembrar que ela é uma tendência cada vez mais forte no mercado imobiliário e, como vimos, proporciona diversos benefícios para quem a usa.

Proptech: como está o mercado para investidores imobiliários?

Esse modelo de negócio também consegue impactar no mercado financeiro, principalmente ao atrair investidores.

É justamente a tecnologia e a inovação que oferecem um potencial de crescimento e escalabilidade a longo prazo.

Dessa forma, esse mercado para investidores imobiliários se torna bastante promissor. Afinal, surge uma vertente para quem quer elevar seus investimentos.

Não é à toa que a Loft, startup brasileira que explora a tecnologia de propriedade recebeu o maior investimento da história: aproximadamente R$2,3 bilhões, sendo liderado pelo fundo norte-americano D1 Capital.

Além disso, o Distrito Proptech Report Brasil 2020 descobriu que é também uma tendência do mercado atual: nos últimos 4 anos surgiram mais startups focadas nisso do que nos últimos 20 anos somados.

Já fora do Brasil, outros dados também reforçam um cenário positivo. Em 2018, 96% dos investidores planejavam fazer o mesmo ou mais investimentos no setor nos próximos 12 meses, sendo 76% acima do ano anterior.

Leia também sobre a startup Visto.Bio, que ficou entre as cinco melhores soluções do mundo!

Conclusão

Considerando tudo que falamos, o proptech é a inovação que o mercado imobiliário precisava, principalmente pela tecnologia e inovação que ela oferece, ferramentas essenciais para novos negócios.

Estar por dentro desse assunto é importante para todos os players do mercado imobiliário, pois com elas surgem novas oportunidades de negócios.

Ao mesmo tempo, para quem quer investir, como mostramos, essa solução se torna uma ótima alternativa, afinal é uma tendência em alta e com muito potencial de crescimento.

E para continuar aprendendo sobre inovação, tecnologia e liderança, não deixe de acompanhar nosso blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.