Categorias
Sem categoria

Blockchain: descentralização como ferramenta disruptiva

Ontem foi o primeiro dia de palestras da ExO World 2020, summit online organizado pela OpenExO, em parceria com a Singularity University.

Considerada uma das principais especialistas em blockchain da atualidade, Anne Connelly, faculty da Singularity University, foi um dos destaques da programação do evento.

Blockchain como ferramenta disruptiva – Grande defensora do uso do blockchain na busca por soluções de problemas globais, como refugiados impossibilitados de conseguir documentos, Connelly destacou como o uso do blockchain pode ajudar a resolver este e outros desafios.

Segundo a canadense, a remoção de intermediários viabiliza o acesso à identidade digital em blockchain, por exemplo, podendo ser estendido a qualquer pessoa, em qualquer lugar e dispositivo conectado à internet.

“Se você pensar em qualquer tipo transação, existe sempre uma instituição intermediária, seja um empresa, um governo ou algum tipo de entidade. A descentralização nos permite redesenhar a sociedade sem a necessidade de intermediários. E a tecnologia blockchain possibilita isso”, afirma.

Descentralização traz eficiência – Para Connelly, a descentralização pode tornar a relação entre bancos, governos e pessoas mais aberta e eficiente.

“Ao longo da história, as transações financeiras entre duas pessoas eram feitas com base na confiança. Isso culminou no que são hoje os ‘provedores de confiança’, tais como órgãos governamentais e os bancos. Mas apesar de ter funcionado muito bem até agora, essas instituições estão deixando de ser tão confiáveis.”

Você pode acompanhar os artigos publicados por Connelly (e suas análises sobre tecnologias exponenciais que podem resolver problemas que afetam milhões de pessoas) neste link.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.